quinta, 10 de maio de 2018 - 09:00h
Escolas, órgãos públicos e jornalistas serão premiados por educação fiscal; inscrições abertas até o dia 13 de julho.
Escolas, órgãos públicos e jornalistas serão premiados por educação fiscal; inscrições abertas até o dia 13 de julho.
Por: Site do Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2018

Criado em 2012 pela Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite), em parceria com a Escola de Administração Fazendária (Esaf) e o com o Programa Nacional de Educação Fiscal (Pnef), o Prêmio Nacional de Educação Fiscal chega à sétima edição com muitas novidades.

Nesta edição, serão sete vencedores: três escolas, dois órgãos públicos (prefeituras, universidades etc) e dois jornalistas, por trabalhos que valorizam a importância da qualidade dos recursos públicos, do combate à sonegação fiscal, do cuidado com o patrimônio público, entre outros ligados ao tema.

Ao todo, serão R$ 43 mil reais em premiações que vão de R$ 3 mil a R$ 10 mil.  Reportagens publicadas a partir de janeiro deste ano nas mídias impressa, TV, rádio e internet podem ser inscritas até 28 de setembro, pelo site (premioeducacaofiscal.org.br)

A edição 2018 foi lançada em Brasília no dia 18 de abril.  Durante a cerimônia de lançamento, o presidente da Febrafite, Juracy Soares, destacou que é necessário difundir cada vez mais na sociedade que não existe dinheiro do governo. “O dinheiro é da sociedade e deve ser aplicado em seu favor. Essa é a missão e o principal desafio do prêmio”, disse Soares.

Considerado o ‘Oscar’ da cidadania fiscal, a premiação tem o objetivo de promover a discussão sobre a importância social dos tributos e o acompanhamento dos gastos públicos do Brasil, além de identificar e reconhecer iniciativas bem-sucedidas no país.

A diretora de Educação da Esaf, Fabiana Baptistucci, que integra a Comissão Julgadora do prêmio, destacou a necessidade de divulgar as iniciativas das escolas e instituições em um país das dimensões do Brasil. “Precisamos cada vez mais chegar com o tema dos tributos às crianças e professores. E a educação fiscal é a maneira do Ministério da Fazenda comunicar-se com a sociedade, falando de maneira simples sobre tributação e o ciclo orçamentário”, afirmou.

“Em uma sociedade tão fragmentada, em um país em crise moral e política, a Febrafite se volta às raízes do fundamento do Estado, que são os tributos”, disse Rodrigo Spada, primeiro vice-presidente da Febrafite e coordenador-geral do prêmio. “Somos todos contribuintes e, com cidadãos empoderados, podemos fazer a diferença no país”, afirmou. 

Assista ao vídeo lançado junto com o Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2018, apresentado pelo cantor Gabriel, o Pensador.

As inscrições foram abertas no dia 19 de abril e se estendem até o dia 13 de julho pelo site.

Quem apoia –  A premiação conta com apoio de entidades públicas e privadas, entre elas: a Receita Federal do Brasil (RFB), o Centro Interamericano de Administrações Tributárias (CIAT), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID); do Encontro Nacional de Coordenadores e Administradores Tributários Estaduais (Encat), a OAB Nacional, a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp).

 


Informações à imprensa
Francisca Azevedo
ascom@febrafite.org.br
(61) 98432-3669 e 3328-1486

Sandra Sipp
sandra.sipp@fazenda.gov.br
(61) 98127-2016

Site da premiação:  www.premioeducacaofiscal.org.br

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SEFAZ - Secretaria de Estado da Fazenda
Av.: Procópio Rola, 90 - Central - CEP 68900-081 - Macapá/AP - (96) 4009-9351 - secretario@sefaz.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2018 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá